• Informe Popular

Começou a Edição 2020 do A-gosto das Culturas Populares e Tradicionais!


Nesse A-Gosto 2020, diferente, não presencial, buscamos nas nossas memórias o sentido, os significados, os afetos, as impressões de cada um que integra essa história. E o hoje quem fala é um dos mais jovens integrantes da Confluência Roda de Prosa. Douglas Rafael Silva, 31, professor, graduado em Letras/Espanhol, especialização em História Afro e Afro-brasileira, coreógrafo, dançarino, brincante da Quadrilha Junina Zé Monteirão.


A postagem de hoje é também nossa reverência amorosa ao sempre companheiro, Joel Rodrigues, que foi chamado para a grande roda do céu. Ele amava a Roda de Prosa e dizia que: A Roda o fez deixar de pensar só no seu próprio umbigo, e passou a perceber as realidades do seu entorno. Joel presente!



O vídeo publicado é de nossa primeira ação conjunta, o teste prático de nossas teorias, a Festa de Rua, com intervenções diversas. O vídeo foi realizado em agosto de 2017 pelo Informe Popular integrante da Roda de Prosa.


Por Douglas Rafael:

Em um determinado dia de 2017, nasceu a Roda de Prosa, através de um grupo de conversas entre pessoas das Culturas Populares, um grupo que eu não imaginava que tivesse um teor tão grande de procura, de buscas de caminhos coletivos, de histórias, de conhecimentos e conteúdos. Que retrata a Cultura Popular de um povo. Ano vai, ano vem e a Roda só cresce. A Roda que era minúscula, vamos dizer assim, hoje é uma Roda imensa de Culturas Populares vivenciadas, compartilhadas. Hoje a proporção da Roda é imensa, e tenho certeza que o mundo conhecerá a prosa que essa Roda faz acontecer.


This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now